IMG_0016 Relatos Formativos

Territoriar promove primeiro encontro dos Comitês Multidisciplinares

No mês de setembro, ocorreu o primeiro encontro dos Comitês Multidisciplinares do Projeto Territoriar, formado pelos diferentes atores da comunidade escolar, crianças e o Sistema de Garantia de Direitos. Os Comitês participam de momentos formativos, de pesquisas e de planejamento até o fim das atividades em 2016. Este processo permite a reflexão sobre qual é a escola que esperam encontrar ao fim do Projeto. Os principais temas abordados serão: Concepção de Criança e Família; Legislações Pedagógicas; Projetos Pedagógicos nos Espaços Educativos; Arquitetura escolar; O currículo para o espaçotempo interno e externo; e Territórios educativos.

Neste primeiro encontro, os participantes puderam refletir sobre a concepção de criança e família. Segundo Viviana Rosa, educadora do Projeto, “a criança deve ser considerada em sua diversidade e cultura, em seu modo de entender e compreender o mundo, influenciando e sendo influenciada pelo contexto em que convive, seja no ambiente escolar como no familiar. Hoje, a perspectiva de família que encontramos é aquela formada não apenas por ligações consanguíneas, mas pelo compartilhamento de valores, relações de afetividade e compromissos entre as pessoas.”

Seguindo o itinerário formativo, também foram resgatadas algumas legislações importantes como o “Plano Nacional Pela Primeira Infância”, a fim de discutir o direito ao brincar e a relação da criança com os espaços em que convivem, e o “Parâmetros Curriculares Nacionais”, que prevê a possibilidade de cada escola formular seu projeto educacional de acordo com suas especificidades.

Além disso, o tema “liderança” foi introduzido com o objetivo de reforçar a importância de cada participante em compartilhar os aprendizados com toda a escola. A relação entre arquitetura e educação foi tema que destacou a necessidade de diálogo entre estas áreas, com foco no alinhamento pedagógico, valorização cultural de cada local e sua a inserção territorial.

Em algumas escolas, foram elaborados calendários municipais, prevendo ações de sustentabilidade do projeto, como oficinas e eventos, que poderão ser desenvolvidas ao longo dos anos em cada local. Outro ponto relevante deste primeiro momento foi o desenvolvimento parcial de um “Programa de Necessidades” que será finalizado no segundo encontro dos Comitês. Este programa elenca demandas essenciais baseando-se em parâmetros e legislações municipais de infraestrutura, padrões de conforto ambiental e questões como a preservação do meio ambiente e a conservação da cultura de cada local.

Para o encontro do mês de outubro foram encaminhadas atividades de EaD’s (Ensino à Distância), focadas no desenvolvimento de um instrumento de avaliação e de análise do conhecimento que a escola tem de seu território. Este instrumento é denominado “mapa mental” e tem o objetivo de fomentar o sentimento de pertencimento territorial e levantar possíveis parcerias nas comunidades locais.

Confira como foram os encontros em cada um dos municípios.

Posts Relacionados